Itaverava

0
57

Sua colonização teve início no sec. XVII, sendo um dos primeiros arraiais auríferos da região. No verão de 1694, Manoel de Camargos, seu filho Sebastião de Camargos e alguns negros chegaram a Itaverava, descobrindo ouro na região. Logo depois, Manoel de Camargos é morto pelos índios e os sobreviventes retrocedem.

Depois disso, diversas bandeiras chegaram a região com o objetivo de encontrar mais minas. Após a formação do arraial de Itaverava, foi edificada a sua primeira igreja, dedicada a Santo Antônio de Lisboa, em 1726, que se transformou em matriz da localidade.

No sec. XVIII, quando ainda pertencia ao Termo de Vila Rica, era comum a grafia Itaberaba. Não há discrepâncias em relação a significação do topônimo: “pedra brilhante” ou “pedra reluzente”. O município foi criado em 1962, com território desmembrado de Conselheiro Lafaiete.

Geografia

Sua população estimada em julho de 2015 era de 5 758 habitantes.[3]

Itaverava é um município, onde sua área urbanizada é rodeada por cadeias de montanhas, a parte rural da cidade é voltada para a agricultura comercial e de subsistência, muitos pinheiros foram plantados pela grande rentabilidade proporcionada pelo mesmo ao ser revendido.

COMPARTILHAR