Jeceaba

0
106

Por volta de 1910, chegaram às terras do município portugueses, italianos e espanhóis empregados para a construção do Ramal Paraopeba da Estrada de Ferro Central do Brasil (EFCB). Muitos destes empregados por aqui ficaram e consituíram suas famílias.

Nesta época, a localidade ainda era um povoado que contava com apenas 30 casas, chamava-se Camapuã (“Morro Redondo” em indígena) e pertencia ao município de Entre Rios de Minas.

O município começou a se desenvolver com incrível rapidez após a inauguração do Ramal Paropeba o qual ligava o povoado a Conselheiro Lafaiete e Belo Horizonte.

O Decreto-Lei Estadual nº 148 de 17/12/1938, elevou os povoados de Camapuã e Lagoinha (hoje Jeceaba e Bituri) à categoria de Distritos pertencentes ao Município de João Ribeiro (atual Entre Rios de Minas ). O Decreto Estadual nº 058 de 31/12/1943, determinou a mudança do nome do distrito de Camapuã, para Jeceaba. Yi-ecê-aba – nome também indígena que significa a confluência de rios ou a junção de rios: a reunião das águas. A resolução nº 21 do Município de João Ribeiro – MG de 31/08/1953, aprova a emancipação do Distrito de Jeceaba, a fim de que o mesmo possa ser elavado à categoria de Município na próxima revisão administrativa do Estado e a anexação do Distrito de Bituri a este Município. E a 12/12/1953, sendo Governador do Estado o Sr. Jucelino Kubitschek de Oliveira, a lei Estadual nº 1039 criou o Município de Jeceaba, que se desmembrou de Entre Rios de Minas (ex. João Ribeiro). Esta mesma lei atribui ao Município de Jeceaba o Distrito de Bituri (ex- Lagoinha).

A lei Estadual nº 2764 de 30/12/1962 que fixa a Divisão Administrativa do Estado de Minas Gerais, cria o distrito de Caetano Lopes, delineado pela lei Municipal nº 160 de 06/07/1964.

Fonte: Livreto Comemorativo dos 50 anos de Emancipação do Município distribuído pela Câmara Municipal de Jeceaba em Maio de 2004.

COMPARTILHAR